6 razões porque deve ter o seu perfil de ADN consigo!

resumo

Existem diversas razões para ter o seu perfil de ADN consigo, abaixo expomos as 6 razões mais comuns, desde casos de tragédias até o estabelecimento de vínculos biológicos um perfil de ADN identifica-o como individuo, único!

Nos dias que correm, um perfil de adn vale mais do que um documento devidamente autenticado

A obtenção do perfil de ADN é uma técnica desenvolvida ao longo dos últimos 25 anos para identificar indivíduos com base no seu ADN – identificando o material genético que está presente em cada um dos milhares de milhões de células nos nossos corpos. O ADN é, para todos os efeitos, uma sequência de “letras” que codifica a informação única que nos torna humanos.
Enquanto a sequência de código é praticamente a mesmo em todos nós, existem diferenças importantes no ADN entre os indivíduos. Estas diferenças podem ser usadas por cientistas para identificar os indivíduos com um processo muito preciso.
O poder dos perfis de ADN para identificar indivíduos é ainda maior do que o método tradicional de impressão digital. Mais importante, os perfis de ADN podem determinar de forma inequívoca as relações familiares, como paternidade, enquanto que as impressões digitais não o conseguem fazer.

Porque importam os perfis de ADN

Porque os perfis de ADN importam? Há muitas situações, tanto na esfera pública (legais, governamentais) como de domínio privado em que é necessário identificar inequivocamente indivíduos.

1- Identificação de Criminosos

Numa investigação de um crime, os perfis de ADN podem identificar de forma inequívoca se uma dada pessoa esteve na cena do crime, desde que seja possível recolher fluídos corporais. Isto é particularmente importante em casos de violação.

Veja aqui mais informações sobre o nosso teste de infidelidade >>

2- Exoneração e Liberdade

Esta tecnologia é revolucionária tanto pela sua capacidade de identificar os autores de crimes graves como pela sua capacidade de exonerar as pessoas que são inocentes.

3 - Identificação dos restos mortais em Tragédias

Muitas vezes, é difícil identificar os restos mortais de vítimas de inundação, incêndio, acidentes aéreos, e outros desastres. Para as famílias daqueles que se perderam nestes desastres, identificar e ser capaz de colocar os restos mortais em descanso pode ajudar à aceitação da perda. Os Perfis de ADN são a melhor maneira ou única maneira de identificar claramente restos mortais.

4 - Estabelecimento de Paternidade

Conhecer a identidade de um pai biológico nem sempre é fácil, sem o teste de ADN. Esta verificação de identidade tem enormes consequências seja a nível pessoal, emocional e até financeira. veja aqui mais informações sobre o teste de paternidade informativo.

5 - Estabelecer família (Casos de Imigração)

Por vezes é necessário estabelecer a relação biológica entre irmãos, pais e filhos, ou com outros elementos da família para poder dar seguimento a um processo legal de imigração, com base em relações familiares.
Os Perfis de ADN são muitas vezes a única forma de estabelecer estas relações. Por vezes os registos nos países de origem estão incompletos, pelo que o teste de ADN pode fazer toda a diferença para as famílias que tentam ficar juntas.

6 - Determinar Ancestrais (Árvore Genealógica)

Muitas são as pessoas curiosas sobre sua ascendência, os perfis de ADN podem fornecer informações sobre o relacionamento com países e povos específicos.
Veja aqui mais informações sobre o teste de ancestralidade tribos

conclusão

Em suma, os Perfis de ADN são uma técnica altamente eficaz e precisa para identificar indivíduos e determinar relações biológicas entre indivíduos. Também se tornou uma ferramenta essencial na esfera jurídica, para as investigações criminais, para os casos de custódia e paternidade e para os casos de imigração. Um perfil de ADN identifica-o como ser único, e pode ser usado para fins recreativos (teste de ancestralidade) como para fins mais sérios!

veja aqui mais informações, preços e tempos de resposta laboratoriais sobre como realizar o seu perfil de ADN >>

Leave a reply