Alergias alimentares VS Intolerâncias alimentares

A diferença entre alergias alimentares e intolerâncias alimentares (ou sensibilidades alimentares) está na forma como o corpo reage aos alimentos que consumimos.

Quando temos uma alergia alimentar, o nosso sistema imunitário reage. Quando temos uma intolerância alimentar ou sensibilidade, a reação é despoletada pelo sistema digestivo.

O que são as Alergias Alimentares?

O sistema imunitário é a defesa do corpo contra bactérias, fungos e o vírus da constipação.

Uma pessoa tem alergia alimentar quando o sistema imunitário identifica uma proteína no alimento que comemos como sendo um elemento invasor e reage produzindo anticorpos para combater a proteína.

O sistema imunológico geralmente faz anticorpos IgE específicos para “combater” os alérgenos encontrados nesses alimentos. Isso resulta na libertação de histamina e outros produtos químicos naturais no corpo, que subsequentemente causam inflamação.

As alergias alimentares podem ser fatais, ao contrário das sensibilidades alimentares e intolerâncias alimentares. Em casos extremos, digerir ou até mesmo tocar numa pequena porção de um alimento alergénico pode causar uma reação severa.

Os sintomas das alergias alimentares incluem:

  • Reações na pele, como urticaria, inchaço e comichão;
  • Anafilaxia – inchaço dos lábios, língua ou face, constrição na garganta, dificuldades respiratórias e pulso rápido e frequência cardíaca, e até perda de consciência;
  • Sintomas digestivos

Normalmente os sintomas da anafilaxia começam em poucos minutos após comer ou estar em contacto com o alimento “proibido”, embora haja casos em que os sintomas surgiram uma a duas horas depois.

Existe um outro tipo de alergia alimentar, conhecida como alergia alimentar não-IgE, que ocorre mais em bebés. Os sintomas surgem entre hora até 2 a 3 dias depois do contato com o alimento, e também pode causar dores, vómitos, diarreia ou prisão de ventre. Pode também provocar eczema moderado a grave. Por esse motivo, quando se inicia a introdução alimentar devemos repetir o mesmo alimento durante 3 dias, de forma a detectar alguma reação alérgica do bebe a esse alimento novo.

Pensa-se que pelo menos 5 em cada 100 crianças sofram de alergia alimentar, e que nos adultos a prevalência seja mais baixa, entre 3 a 4%.

Os 8 alimentos responsáveis por 90% das alergias alimentares e que devem ser evitados por pessoas com alergias são:

  • Leite
  • Ovos
  • Peixe
  • Marisco
  • Amendoins
  • Nozes
  • Trigo
  • Soja

Pessoas com alergias alimentares devem encontrar-se devidamente identificados e fazer-se acompanhar de um kit de adrenalina, na dose de adulto ou de criança conforme indicado e medicação anti-histamínica. Perante uma situação de ingestão acidental, deve ser imediatamente administrada a adrenalina através do autoinjetor, mantendo o dispositivo na zona de aplicação durante 10 segundos e massajando posteriormente a mesma zona. Os serviços de emergência devem ser chamados de imediato ao local de forma a garantir a assistência médica necessária.

DGS

Os efeitos de uma reação alérgica podem ser severos. Por isso, locais como escolas devem estar livre de alimentos como amendoins e nozes, para evitar que crianças alérgicas entrem em contacto com.

Também é necessário que todos os produtos tenham nas suas etiquetas referência ao local de produção e se teve contacto com algum alimento alergénico.

Intolerâncias alimentares (sensibilidades alimentares)

As sensibilidades alimentares não causam risco de vida. Elas acontecem devido à incapacidade do nosso sistema digestivo digerir a comida.
No entanto, quem sofre de sensibilidades alimentares / intolerância alimentar pode sentir-se extremamente doente e isso pode ter um grande impacto no seu trabalho e vida social. Os sintomas também podem afetar a pessoa psicologicamente dvido ao desconforto que sentem.
As sensibilidades e intolerâncias alimentares são mais comuns do que as alergias alimentares, visto não envolver o sistema imunitário.
Por exemplo, a intolerância à lactose é quando o organismo não consegue digerir a lactose, um açúcar encontrado nos lacticínios.

Podemos ser sensíveis ou intolerantes à comida por vários motivos:

• Não ter as enzimas necessárias para digerir determinado alimento;
• Reações a aditivos alimentares ou conservantes, tais como sulfitos, glutamato monossódico (sal sódico do ácido glutâmico), ou cores artificiais.
• Factores farmaceuticos, como sensibilidade à cafeína e outros químicos;
• Sensibilidade a açúcares naturalmente presentes em certos alimentos como cebolas, brócolos, ou couve de bruxelas.

Os sintomas de sensibilidades alimentares variam. Mas os sintomas de intolerância alimentar são todos relacionados com o sistema digestivo. E são:

• Gases e inchaço
• Diarreia
• Prisão de ventre
• Cólicas
• Náuseas

As reações geralmente são atrasadas, podendo correr vários dias após ter comido o alimento ofensivo.

Como detectar sensibilidades e intolerâncias alimentares?

Para detectar sensibilidades e intolerâncias alimentares deverá realizar o Teste DUO Sensibilidade Alimentar + Pelos de Animais Domésticos, que poderá encontrá-lo aqui.

O teste DUO Sensibilidade Alimentar + Pelos de Animais Domésticos é um teste de ADN baseado em artigos científicos que analisa 35 SNPs e revela como os seus genes podem fazer de SI uma pessoa mais sensível aos 8 irritantes mais comuns.

O teste DUO Sensibilidade Alimentar + Pelos de Animais Domésticos ajuda-o a entender os principais alimentos que lhe causam irritabilidades, para que possa tomar decisões alimentares acertadas e ajustar o seu estilo de vida.

Este teste não é um teste de alergias alimentares.

Este teste de intolerância alimentar analisa os seus genes específicos quanto ao processamento dos oito irritantes «alimentos» mais comuns:

  • Glúten
  • Amendoins
  • Lactose
  • Proteína de Leite de Vaca
  • Ovos
  • Outros Alimentos (soja, peixe, camarão, trigo, maçãs, nozes, fermento);
  • Pelos dos animais domésticos
  • Histaminas

Ao entender o seu corpo, os seus genes, evita os problemas mais comuns, que sente diariamente como:

  • Sonolência após as refeições
  • Gases após as refeições
  • Dificuldade em concentrar-se
  • Dificuldade na digestão e barriga inchada
  • Irritações de pele
  • Náuseas
  • Corrimento Nasal
  • Dores de Cabeça
  • Tosse
  • Pálpebras inchadas, boca e nariz.

Veja aqui mais informações sobre o teste de intolerância alimentar ADN e animais >>

Leave a reply