Dúvidas sobre o teste de paternidade

Dúvidas frequentes sobre o teste de paternidade informativo após o nascimento da criança, questões gerais, os preços, procedimentos, quem participa, número de marcadores genéticos e a fiabilidade quando a colheita de ADN é realizada em casa.

1. Gerais

Como fazer a colheita de ADN?

A colheita de ADN é realizada através de células epiteliais bucais, colheita de ADN na boca.

A colheita de ADN pode ser feita em casa?

Sim. A colheita pode ser realizada:

  1. Em sua casa com o kit de colheita de ADN;
  2. Com um dos nossos enfermeiros em sua casa; agende com o apoio ao cliente. ou,
  3. Nas clínicas da código ADN;

O suposto pai não está presente para fazer o teste, existe outra forma de determinar a paternidade?

Pode optar por realizar o exame com um familiar paterno, como um avô ou avó, tio(a) paterno(a), ou outro familiar direto como por exemplo um possível irmão ou irmã.

Em alternativa pode ser realizado um teste de paternidade forense, em que é usada uma amostra como cabelo, unhas, escovas dos dentes ou outros objetos do suposto pai.

Existem exames diferentes uns dos outros?

Sim. O teste de paternidade após o nascimento, excluem-se desta resposta os testes de paternidade durante a gravidez, pode ser dividido em pelos menos duas categorias:

  1. Tipo de amostra a utilizar;
  2. Número de marcadores genéticos.

Dependendo da combinação que queira utilizar, pode ter um exame muito confiável, ou um exame razoavelmente confiável. Claro que, quantos mais marcadores genéticos se utilizam, mais fiável é o exame.

É possível utilizar outra amostra que não células da boca?

Sim é possível. Contudo entenda que, as amostras alternativas como cabelo, unhas ou outras amostras forenses, são amostras muito mais complexas para a execução do exame, veja mais informações na seção dúvidas sobre o teste de ADN forense.

2. Resultados

Como são apresentados os resultados?

Os resultados são apresentados com os perfis genéticos dos intervenientes, e com uma conclusão.

Nos exames de paternidade positivos (em que o suposto pai é incluído como pai da criança) os resultados aparecem em forma probabilística, sendo que será sempre superior a 99,99% para exames com 24 marcadores genéticos e superior a 99,9999% com exames com 33 marcadores genéticos.

Quando os resultados são negativos de forma geral não é apresentada nenhuma probabilidade, pois a probabilidade é sempre de 0%, apenas é escrito que o suposto pai está excluído como pai biológico da criança.

Os resultados podem tomar várias formas quanto à escrita do relatório, pode ler mais em: como é apresentado um relatório de um teste de ADN.

Quanto tempo demora até receber os resultados?

Os resultados demoram entre 5 a 7 dias úteis, nos laboratórios da Código ADN.

Pode usar o resultado do teste de paternidade informativo em tribunal?

Sim para abertura de uma averiguação de paternidade. Contudo este exame não pode ser usado como prova de «sustentação», final.

Durante o processo vai ser necessário a realização de um teste de paternidade com valor legal. Antes de avançar com o processo informe-se se deve fazer um exame paternidade informativo ou legal.

3. Como começar

Como dar início a todo o processo para a realização do exame?

A decisão da realização do teste de paternidade cabe aos próprios, aos intervenientes no exame.

Não necessita de qualquer ordem jurídica ou de uma receita médica. Para iniciar todo o processo deve consultar várias fontes independentes, optar se pretende manter o processo confidencial, realizando a colheita de ADN em casa, ou se pretende ser acompanhado por um enfermeiro na altura da colheita de ADN.

Após a decisão de prosseguir com o exame, basta entrar em contacto com o apoio ao cliente e iniciar todo o processo.

4. Quem participa

Quem participa na colheita de ADN?

Participa no exame a criança e o suposto pai.

A mãe precisa de participar no teste?

Não. A mãe não precisa de participar na colheita de ADN. Os nossos laboratórios através de processos mais complexos (pois requer a análise de um número maior de regiões) conseguem obter um resultado com a mesma precisão. No entanto, os laboratórios da Código ADN encorajam sempre a participação da mãe.

5. Preços

Qual o preço de um exame de paternidade?

O preço dos laboratórios da Código ADN pode ser consultado a nossa tabela de preços online.

Porque os preços da Código ADN são muitos mais baixos do que os hospitais?

Porque nós somos o laboratório. Nós temos a tecnologia para a execução do exame. Os hospitais recorrem ao nosso laboratório para a execução do exame, como os nossos preços são sempre iguais, quer seja para advogados, tribunais, hospitais ou consumidor final, é normal encontrar os preços muito mais altos.

6. Marcadores genéticos

Porque são importantes os marcadores genéticos?

Os marcadores genéticos são importantes pois é o número de pontos de ADN que são utilizados na comparação dos indivíduos em teste, quantos mais pontos de comparação, mais robusto é o resultado do teste de paternidade.

Quantos marcadores genéticos deve ter um teste de paternidade?

Deve ter no mínimo 20 marcadores genéticos. Atualmente os nossos laboratórios utilizam no mínimo 24 marcadores genéticos, podendo o cliente fazer um upgrade para 33 marcadores genéticos.

Devo considerar um teste com 16, 24 ou 33 marcadores genéticos?

Deve sempre informar-se com um especialista na área. Contudo, nunca considere um teste com menos de 20 marcadores genéticos, idealmente opte por um teste com 24 marcadores genéticos. Pode ainda fazer um upgrade para 33 marcadores genéticos.

O número de marcadores genéticos influência o resultado?

Sim. Quantos mais marcadores genéticos mais confiável é o resultado, desde logo, porque se está a analisar mais pontos de correspondência entre os participantes em teste.

7. Fiabilidade/ certificações

A colheita de ADN feita em casa é fiável?

Sim. Quando a colheita de ADN é realizada em casa, em termos laboratoriais todo o procedimento obedece ao mesmo rigor cientifico que uma colheita de ADN que é realizada nas clínicas.

A utilização de uma amostra de sangue é mais fiável que às células da boca «saliva»?

Não. A colheita de ADN realizada às células da boca é tão ou mais fiável que a realizada ao sangue. Atente que, uma pessoa que teve uma transfusão de sangue tem dois ADN na corrente sanguínea, logo, não pode realizar um teste de paternidade ao sangue.

Se fizer uma contraprova noutro laboratório o exame pode dar um resultado diferente?

Não. O ADN é sempre igual desde que nascemos até depois de morrermos, pelo que o resultado tem de dar sempre igual independentemente das contraprovas e laboratórios que escolha.

Os laboratórios são certificados?

Sim. Os laboratórios são certificados pela ISO 17025, AABB, ISO9001, rastreamento ILAC entre outras. Os laboratórios são membros da sociedade internacional de genética.

Respondemos a todas as suas dúvidas?

De seguida pode ver mais informações sobre testes de avriguação de paternidade disponíveis, tempos de execução, preços entre outras informações. Escolha o teste que pretende obter mais informações.

Teste de paternidade informativo 24 marcadores genéticos

Teste de paternidade informativo 33 marcadores genéticos

Ainda tem questões sobre o exame? estamos aqui para o ajudar.

Uma coisa é certa – é normal ainda ter dúvidas sobre o teste de paternidade, pois não é um tema fácil. Como de fato, o exame funciona? O que geralmente é aceite pelos tribunais? O que todos os termos significam?

Procure a Código ADN para ajudá-lo a obter respostas claras sobre o exame, preços, benefícios, tempos de execução do resultado e muito mais.

Fale com um especialista, do apoio ao cliente ou,

Regresse à base de conhecimento (menu geral) e procure as suas dúvidas.