Os possíveis pais da criança são irmãos, pode um teste de paternidade descobrir as diferenças?

resumo

Quando os possíveis pais são da mesma família, é importante ter em atenção o tipo de exame de adn que escolhe. Existem dois caminhos que pode seguir para obter um resultado 100% fiável.

Quando os possíveis pais são da mesma família, como saber qual o pai biológico?

Uma das questões que por vezes nos deparamos no apoio ao cliente é: Se um teste de paternidade pode distinguir entre dois irmãos que são os possíveis pais da criança.

A resposta é sim.

No entanto, os irmãos podem partilhar muitos marcadores de ADN entre si. Marcadores que são usados em testes de paternidade, para que o laboratório tenha uma resposta 100% fiável é necessário optar por uma das opções descritas abaixo.

Pode optar por uma das duas opções abaixo.

Opção 1 - Testar ambos os irmãos como supostos pais.

Ao testar ambos os irmaãos será possível comparar os perfis de ADN de ambos os possíveis pais com perfil de ADN da criança.

Esta costuma ser a opção mais utilizada para quem permanece em dúvida relativamente à paternidade.

Opção 2 - Testar apenas um alegado pai (“irmão”) com uma análise que abarque mais marcadores.

Esta opção deve ser escolhida quando apenas um dos possíveis pais está disponível para a realização do teste. Esta opção permite utilizar marcadores extras de forma a chegar a um resposta 100% fiável. (veja aqui o exame a realizar >>)

A CódigoADN tem o maior conjunto de marcadores de ADN na indústria. Isto permite-nos distinguir entre indivíduos com uma relação parental “tios” (irmãos ou pai / filho) em um teste de paternidade.

conclusão

Sempre que os supostos pais são da mesma família o ideal é que ambos participem no exame de adn. Se não for possível, o exame deve conter o maior número de marcadores genéticos possíveis. É sempre aconselhável nestes casos que a mãe participe no exame para o laboratório fazer a exclusão da parte maternal do ADN da criança.

Veja aqui o teste de paternidade premium, o único exame em portugal que chega aos 31 marcadores genéticos >>

Leave a reply