Neste artigo poderá ler sobre os casos em que é importante a realização do teste de paternidade pré-natal na gestação, por outras palavras, enquanto ainda está grávida.

De forma a contextualizar, abordaremos também o aparecimento desta tecnologia e o que mudou neste exame.

A primeira parte do artigo, visa mostrar a confiabilidade do exame de paternidade pré-natal na gravidez.

Ainda durante esta secção será possível obter um olhar genérico sobre a evolução da tecnologia.

Se este conteúdo, não tem parcicular interesse, basta saltar para a parte do Artigo, porque é importante a mãe realizar o teste de paternidade pré-natal na gestação.

O teste de paternidade pré-natal na gestação invasivo.

 

Até há uns anos, para a determinação da paternidade na gestação era necessário realizar, obrigatoriamente, uma biópsia (CVS) ou a amniocentese.

Dois procedimentos invasivos que apresentam riscos tanto para o bebé como para a mãe.

Além disso, por questões de segurança, estes procedimentos eram muitas vezes adiados.

Logo, todo o início de tomada de decisão é mais difícil, visto que, a mãe tinha de esperar nove meses para obter uma resposta, ou seja, que o bebé nascesse.

Isto acontecia devido às limitações dos exames invasivos, ou por vezes, os próprios médicos recusam-se a avançar com o exame invasivo devido aos riscos associados.

Note-se que, atualmente, ainda é possível executar exames na gestação Invasivos.

Pode ler mais sobre as diferenças entre os testes Invasivos e Não Invasivos no artigo: Exames de DNA durante a gravidez – Invasivo ou não invasivo?

Em 2012, tudo se alterou. O teste de paternidade pré-natal não invasivo

 

Regressando à questão central, e com o avanço da tecnologia, entre os anos de 2008 e 2012 foram realizadas descobertas significativas na área da genética.

Nomeadamente, a descoberta e poder de amplificação de um segundo ADN de uma pessoa grávida.

Vale a pena realçar que esta descoberta foi amplamente noticiada, ver por exemplo, jornal New England Journal of Medicine – A Noninvasive Test to Determine Paternity in Pregnancy.

artigo teste de paternidade pré-natal

*sublinhado a amarelo realizado por nós.

Vários artigos foram publicados.

Pela primeira vez, podia-se realizar o exame de paternidade pré-natal na gestação sem qualquer risco, nem para a mãe nem para o bebé.

Apenas com a amostra do Pai e da Mãe seria possível identificar se este era o pai biológico do bebé que ainda não tinha nascido.

Mas mais do que isso, a frase, «able to identify the biologic father in 30 of 30 tests» gerou um poder de confiança entre todos os analistas.

Como pode verificar, é um acerto de 100%.

Ou seja, em 30 testes realizados acertaram 30 vezes. Nenhum teste errado. Nem falsos negativos nem falsos positivos.

Do ponto de vista da vivencia social, é algo que muitas mães e muitos futuros pais, precisavam, para tomar as suas decisões o mais rápido possível, sem ser necessário esperar que o bebé nasça.

A título de curiosidade os testes de ADN não invasivos foram introduzidos pela primeira vez em Hong-Kong no ano de 2011, e em seguida foram adotados pelos E.U.A., finalmente em 2012 pelo resto do mundo.

Por fim, impõe-se salientar que, esta tecnologia já tem mais de 8 anos e já ajudou milhões de mães em todo o mundo.

■ Dica
Se pretende saber mais sobre o Exame de DNA durante a gravidez não invasivo, preços, tempos de execução e as clínicas da CódigoADN em Portugal, consulte as informações sobre o teste de paternidade durante a gravidez .

em alternativa,
Ligue com a nossa equipa e coloque as suas dúvidas.

Que amostras são necessárias ?

Como referido anteriormente este exame é não-invasivo, sem risco para a mãe e para o bebé.

Contudo, de alguma forma terá de ser possível ao laboratório recolher uma amostra na criança.

Na verdade, é apenas colhida uma amostra de sangue no braço da mãe, onde, como se viu anteriormente existe um segundo ADN.

A titulo de curiosidade, pode ler mais sobre esta expansão do segundo ADN em Extração do DNA do bebé na corrente sanguínea da mãe.

O que mudou ao longo do tempo neste exame de paternidade não invasivo foi, o quão cedo se pode fazer a colheita de ADN na mãe e o tipo de amostra colhida no suposto pai.

Por um lado, no ano de 2012, só se realizava a colheita de ADN a partir da 13 (décima terceira) semana de gestação e o laboratório tinha de colher 3 ml de sangue no suposto pai para tubo EDTA.

Contudo, com o avançar da tecnologia, atualmente, já se realiza este exame a partir da 8 (oitava) semana de gestação e a amostra facultada pelo pai é apenas células da boca.

É ainda muito importante para haver sucesso neste exame, fazer a contagem correta das semanas da gravidez, veja como a fazer em teste de paternidade durante a gravidez.

Por fim, impõe-se salientar que, esta tecnologia já tem mais de 8 anos e já ajudou milhões de mães em todo o mundo.

Em que casos é importante a realização do exame pré-natal na gestação?

 

Todas as futuras mães, terão as suas razões válidas para a execução do exame de ADN na gestação.

Contudo, é fundamental evidenciar que existem casos de facto que é essencial a execução destes exames.

Por exemplo, em casos de violação, é fundamental para determinar se o pai é o agressor ou se é o parceiro da mulher.

Nestas alturas, a interrupção da gravidez pode ser uma opção.

Poderão ser outros motivos que aumente os níveis de ansiedade na mãe, como, a falta de apoio monetário, a própria herança genética, ou até mesmo a família.

É necessário realçar que, quando o «stress», ansiedade da mãe está associada à parentalidade da criança é importante resolver a questão de imediato.

Atente-se aos seguintes artigos:

stress aquando da gravidez, artigo de marchofdimes

texto em Inglês:

High levels of stress that continue for a long time may cause health problems, like high blood pressure and heart disease. During pregnancy, stress can increase the chances of having a premature baby or a low-birthweight baby increasing the risk for other health problems.

https://www.marchofdimes.org/it-starts-with-mom/managing-stress-during-pregnancy.aspx#

Ao longo do artigo, é possível encontrar várias peças chaves.

texto em Inglês:

Pregnancy-related stress. Some women may fell serious stress about pregancy.  If you feel this way, talk to your health care provider.

e ainda,

texto em Inglês:

Some studies show that high levels of stress in pregnancy may cause certain problems during childhood, like having trouble paying attention or being afraid. It’s possible that stress also may affect your baby’s brain development or immune system.

Nos artigos acima é evidente que uma dúvida sobre a parentalidade, pode ter efeitos diretos no seu bebé.

Desde logo, a mãe não está confortável durante a gravidez.

Na mesma senda, e verificando o artigo pode-se ler «High levels of stress that continue for a long time may cause health problems, like high blood pressure and heart disease».

Por outras palavras, altos níveis de stress por um longo período, pode causar problemas de saúde como aumento da tensão arterial e doenças de coração.

Aprofundando, o artigo da marchofdimes, a família é um dos principais motivos pelo que existe esta ansiedade nas mulheres.

Por último, este estado prolongado de stress pode provocar sérios problemas ao desenvolvimento do seu bebé.

Nomeadamente, problemas no sistema imunitário do bebé ou o desenvolvimento cognitivo.

Por fim, impõe-se salientar que, é importante recorrer a todas as ferramentas que se encontra ao dispor da mãe do bebé, para que o período de gestação seja o mais calmo possível.

■ mais informações sobre os nossos serviços.
Se pretende saber mais sobre o exame de DNA durante a gravidez não invasivo, preços, tempos de execução e as clínicas da CódigoADN em Portugal, consulte as informações sobre o teste de paterniade durante a gravidez , em alternativa, contacte o apoio ao cliente.

Apoio financeiro ainda durante a gravidez

 

Abordamos este tópico em específico, pois consideramos, que pode ser a raíz de um aumento da ansiedade na gravidez

Atualmente já existem muitos países a ponderar legislar a adoção destes testes de paternidade durante a gravidez, nos tribunais.

Este passo é deveras importante, pois o exame pode ser utilizado em termos jurídicos, para solicitar apoio financeiro ao pai biológico.

Vale realçar, que as reivindicações de apoio à criança só podem ser feitas após o nascimento.

O que acaba por ser um problema, pois deixa a mãe grávida com o fardo de lidar com todas as despesas associadas com a gravidez e o parto.

A verdade é que o estabelecimento da paternidade no início da gravidez, pode aliviar, muitas outras preocupações e tensões que podem surgir após o nascimento.

Por último apenas realçar uma vez mais, se pretende executar este exame apenas para fins legais, só o poderá usar, em tribunal, após o nascimento da criança.

■ ainda ficou com dúvidas?
Se pretende saber mais sobre o Exame de DNA durante a gravidez não invasivo, preços, tempos de execução e as clínicas da CódigoADN em Portugal, consulte as informações sobre o teste de paternidade durante a gravidez.

artigo escrito pela equipa dos laboratórios da CódigoADN.
ainda ficou com dúvidas sobre as suas opções ou sobre o exame de paternidade não invasivo, entre em contacto connosco pelo email [email protected] ou fale com um especialista.

Leave a reply