Tudo o que precisa de saber sobre um teste de paternidade.

resumo

Um teste de paternidade ADN é considerado pela comunidade científica o exame mais fiável quando se trata de estabelecer com precisão uma relação entre um possível pai e um filho. Os testes legais de paternidade são aceites pelo sistema jurídico em todo o mundo. A seguir abordamos de forma genérica, mas completa, todas as questões relevantes sobre os testes de paternidade.

O que é um teste de paternidade de ADN?

A impressão digital genética de cada pessoa é única – uma premissa que torna este tipo de teste tão confiável. Uma criança biológica partilha 50% do seu ADN com o pai biológico e 50% com a mãe biológica.

Um teste de paternidade de ADN compara uma amostra de ADN de um suposto pai e uma amostra de ADN de uma criança (menor ou adulta) para determinar se os dois indivíduos partilham ou não uma relação biológica pai / filho.

Com exceção de quaisquer mutações – que são levadas em conta pelos geneticistas ao determinar a probabilidade de paternidade – o homem que está a ser testado deve ter pelo menos um alelo «número» da criança em cada marcador testado para ser considerado o pai biológico.

Exemplo, utilizaremos o marcador a título de exemplo TPOX
PAI «TPOX» (8,23) a criança neste marcador tem que ter uma das seguintes combinações:
Criança «TPOX» (8, X) ou (23, X) ou (X, 8) ou (X, 23); X pode assumir um valor qualquer entre 5 e 35.

O que um teste de paternidade de ADN não pode determinar?

Um teste de paternidade não determina:
.

  • Relacionamento para possíveis ligações biológicas diferentes (tia / tio / irmão / avô) (para este tipo de relacionamento existem teste diferentes, não é possível fazer um teste de paternidade e o laboratório chegar à conclusão que é tio da criança, o resultado é binário, ou é pai ou não é pai, não existem outro resultado.
  • Informações sobre ancestralidade, antepassados
  • Idade dos participantes
  • Raça

O Processo do Teste de Paternidade

Tudo o que é necessário para realizar um teste de paternidade de ADN é uma amostra de ADN do alegado pai, da criança em questão e da mãe da criança (a participação da mãe é opcional, mas recomendada). A amostra de ADN utilizada pode ser extraída de vários materiais genéticos, como sangue, células da boca «saliva», ossos, cabelos, unhas etc… independentemente de onde faça a colheita do material biológico o seu ADN será sempre o mesmo. O ADN no sangue não é mais fiável que o das células da boca, nem dos ossos, nem das unhas nem do cabelo.

Como é realizado um teste de paternidade de ADN?

Há duas partes em todos os testes de paternidade:
.

  1. Colheita de ADN dos participantes do teste e, em seguida,
  2. A análise das amostras no laboratório.

Como é feita a colheita de ADN?

O ADN para os testes de paternidade vem das células da bochecha dos participantes, que é colhido por uma zaragatoa de forma simples e indolor.
.

  1. Cada participante recebe quatro zaragatoas; usando uma de cada vez, a ponta da zaragatoa é esfregada firmemente no interior das bochechas para colher o ADN.
  2. As zaragatoas são então colocados nos invólucros de transportes; recipientes de papel que permitem que o material orgânico nas zaragatoas “respire” evitando desta forma a contaminação por bolores, fungos ou bactérias. Se as zaragatoas lhe parecerem um pouco “molhados” após a colheita das células da boca, agite-as no ar por alguns segundos para as secar antes de colocá-las nos envelopes de papel.

Como é que funciona o teste em laboratório?

  1. O ADN é extraído das células de cada participante e amplificado para tornar a amostra mais viável.
  2. Pelo menos 20 marcadores genéticos STR para cada participante são analisados (a linha de base da CódigoADN é de 24), usando um método chamado Análise de Repetição Curta (STR), para capturar a informação genética para cada marcador.
  3. Um geneticista utiliza estes dados e usa um cálculo para determinar a probabilidade de o homem que está em teste ser o pai biológico da criança.

Um teste de paternidade de ADN pode ser realizado em casa?

A colheita de um teste de paternidade de ADN pode ser realizada em casa se o objetivo for apenas utilizar o resultado para sua informação. Se precisa dos resultados para qualquer questão legal, como pensão de alimentos ou custódia, deve solicitar um teste de paternidade válido juridicamente (o nosso exame tem validade internacional)

Como pode realizar a colheita de ADN em casa?

Pode encomendar um kit on-line ou até mesmo obter um nas nossas instalações no Porto, Lisboa
.

  1. Estando em posse do Kit de colheita de ADN, utilize as zaragatoas esterilizadas de acordo com as instruções cedidas no Kit.
    1. Atenção: siga todas as instruções do kit de recolha de ADN.
  2. De seguida envie/ entregue as colheitas de ADN diretamente no laboratório.
  3. Em cerca de 5 dias úteis, o relatório é enviado para o seu email, ou via CTT de acordo com as instruções que nos tiver fornecido na sua ficha de cliente.

Como fazer um teste de ADN com validade jurídica

Para que os resultados de um teste de paternidade sejam admissíveis nos tribunais, a colheita de ADN e a submissão ao laboratório precisam de ser supervisionadas por uma terceira parte independente/ aprovada. Veja abaixo como funciona:
.

  • Um teste de paternidade legal necessita de ser agendado com 48h, diretamente nos nossos serviços.
  • O laboratório irá agendar todos os procedimentos para que um enfermeiro lhe possa efetuar a colheita de ADN com todos os procedimentos legais associados.
  • Os participantes devem comparecer no centro de colheita de ADN nos horários designados;
  • O enfermeiro/ pessoa responsável do laboratório verifica os cartões de cidadão/ passaportes, tira fotos e supervisiona (ou executa) a colheita de ADN.
  • O enfermeiro/ pessoa responsável do laboratório preenche os documentos necessários e envia as amostras para o laboratório.
  • Quando estiver pronto, o relatório dos resultados é entregue por correio. Por motivos de segurança, os relatórios nunca são entregues por email.
  • Como a cadeia de custódia é mantida durante todo o processo de colheita de ADN e as identidades dos participantes são verificadas, os resultados são admissíveis pelos tribunais.

Quanto tempo demora para receber os resultados?

Quando as amostras chegam ao laboratório, o tempo de resposta padrão para um teste de paternidade é de 5 dias úteis, embora seja possível também ter os resultados concluídos em apenas 3 dias úteis, com o pagamento de um valor extra.

Qual a precisão dos resultados?

Na CódigoADN cada teste é realizado por duas equipes separadas para que possa ter a certeza de que os resultados são precisos. Como mencionado, os resultados dos testes de paternidade legais são aceites como prova de paternidade pelos tribunais, e também podem ser usados para propósitos de imigração.

Como interpretar os resultados de um teste de paternidade?

Os mandatos de acreditação exigem que os laboratórios usem linguagem jurídica específica ao apresentar um relatório para um teste de paternidade de ADN. Aqui está o que significa, em linguagem mais simples.

Se um homem é considerado o pai biológico, o relatório contém o seguinte:

Uma declaração de conclusão que diz que o suposto pai não está excluído como o pai biológico da criança testada. Isto significa que ele não pode ser descartado estatisticamente e é considerado o pai biológico da criança.

Uma probabilidade de paternidade, que é a probabilidade – dada como uma percentagem – de que o homem é o pai. Geralmente, é superior a 99,999% ou mais, o que em termos de leitura deve ter o seguinte significado: Há 99,999% de probabilidade de que este homem ser o pai biológico da criança.

 

Se um homem NÃO é considerado o pai biológico, o relatório contém o seguinte:

Uma declaração de conclusão que diz que o suposto pai é excluído como o pai biológico da criança testada. Isto significa que ele não é considerado o pai biológico.

Uma probabilidade de paternidade, que é a probabilidade – dada como uma percentagem – de que o homem não é o pai. Para uma exclusão, esse número é sempre 0, ou por vezes é oculto, devido a não acrescentar qualquer dado relevante à conclusão da exclusão.

Quanto custa um teste de paternidade de ADN?

Para um teste de paternidade realizado num laboratório acreditado, varia de 210€ a 400€ se fizer a colheita de ADN em casa. Se precisar de resultados para o tribunal, o custo varia entre 500€ a 1500€.

Teste de paternidade de ADN durante a gravidez?

É possível fazer um teste de paternidade durante a gravidez e a maneira mais segura de fazê-lo é com um teste de paternidade pré-natal não invasivo de ADN (NIPP). Este teste requer apenas uma amostra de sangue da mãe e uma simples colheita de ADN na bochecha do pai, e pode ser realizado logo às sete (8) semanas da gravidez.
.

  1. No consultório médico ou na clínica, o sangue da mãe é retirado e o possível ADN do pai é colhido por meio de uma zaragatoa bucal (na bochecha).
  2. O ADN em livre circulação do bebé está contido na corrente sanguínea da mãe; estas células são isoladas da mãe e um perfil de ADN para o feto é obtido
  3. O perfil de ADN do bebé é comparado com o do pai e da mãe e a probabilidade de paternidade é estabelecida.

Em suma, Porque deve escolher os laboratórios da CódigoADN?

Temos sido o recurso mais confiável para este tipo de teste desde 2013 em Portugal desde 1997 no resto do mundo. A CódigoADN processa milhões de amostras de ADN por ano, fornecendo milhares e milhares de resultados precisos para testes de paternidade realizados em casa, testes de paternidade legais e testes de paternidade ordenados pelo tribunal. Além destes serviços, somos o único laboratório a enviar Kits de ADN para telenovelas portuguesas, imprensa ou outros. Responder às suas perguntas de paternidade é tão importante para nós quanto para si, e entendemos o quanto é importante ter resultados 100% fiáveis. Conquistamos a confiança contínua dos nossos clientes a cada dia, certificando-nos que os exames que entregamos são 100% confiáveis.

Veja aqui mais sobre os testes de ADN Jurídicos>>

Leave a reply